BEM-VINDO AO FÓRUM
DO CONGRESSO NACIONAL DO PSDB

Serviço Público, Meritocracia, Promoção por resultado, Estabilidade

Home Fóruns Serviço Público, Meritocracia, Promoção por resultado, Estabilidade Serviço Público, Meritocracia, Promoção por resultado, Estabilidade

Queremos te ouvir, te consultar, dialogar. Aqui você deixa sua opinião, comentários, sugestões.
E qual deve ser a posição do PSDB sobre o tema indicado. Sua contribuição será fundamental para definir os rumos do partido.

Este tópico contém 133 respostas, possui 129 vozes e foi atualizado pela última vez por  Pedro Caldas 6 dias, 18 horas atrás.

  • Autor
    Posts
  • #465
    Ajudou
    Up
    3
    Down
    Não Ajudou

    Ronan
    Mestre
  • #930
    Ajudou
    Up
    6
    Down
    Não Ajudou

    SHIRLEY GISELE
    Espectador

    O Estado detêm enorme responsabilidade social na prestação dos serviços públicos que devem ser contínuos, regulares, de qualidade e buscar atender o maior número possível de pessoas. A prestação de um serviço público não deve ser visto como apenas mais uma das obrigações do Estado e sim  como as atividades que proporcionam qualidade de vida e oportunidades às pessoas.

    A isonomia deve sempre ser considerada e através dela é possível proporcionar igualdade de oportunidades a todos. Não se trata de apenas conceder tratamento igualitário e sim igualar as relações jurídicas, se for o caso, com tratamento diferenciado, mas com o foco de equilibrar as enormes diferenças sociais presentes em nosso país.

    A título de exemplo de serviço público como redução das desigualdades sociais é o de transporte coletivo que proporciona oportunidade de acesso a escola para crianças cujas famílias não possuem condições financeiras de ter o próprio meio de transporte, por esse motivo pe necessário lutar sempre por tarifas justas e módicas para não restringir o acesso dessas pessoas aos serviços que são de extrema importância para o seu dia-a dia.

    Por outro lado, é necessário atentar para a estrutura interna da Administração Pública, e dar a atenção devida aos agentes públicos que são os responsáveis por movimentar toda a máquina estatal, diariamente, através de um trabalho árduo mas recompensador.

    Desde 1998 através da Emenda Constitucional nº 19 o princípio da eficiência está presente na Constituição Federal e assim diversos institutos surgiram em nosso ordenamento jurídico com o intuito de agregar ao serviço público, além da estabilidade concedida ao servidor público após 3 anos de efetivo exercício,  a excelência na prestação e busca de resultados com o menor custo para os cofres públicos.

    Dentre essas inovações, surgiu a possibilidade de exoneração por baixo desempenho do servidor que, mesmo estável, deixar de atender aos padrões do serviço constatados em avaliação periódica de desempenho a ser promovida periodicamente pelo órgão a que pertencer.

    Vinculou-se a aquisição da estabilidade ao requisito da aprovação em estágio probatório, que além de avaliar o perfil de cada servidor, tem o condão de demonstrar a adaptação a nova realidade e modelo de Administração Pública de excelência e também propiciar a Administração a promoção por resultado e capacitação de cada agente público através de incetivos como por exemplo, a progressão funcional na carreira.

  • #966
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Cassiano Januário Cordeiro
    Espectador

    O PSDB precisa trabalhar primeiramente para igualar o funcionário publico ao privado em qualidade de serviço, criar um sistema de avaliação dos serviços. O fim da estabilidade acredito ser importante para se ganhar com a melhoria dos serviços.

  • #997
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Gleyson Macedo
    Espectador

    1. Sou a favor da estabilidade em alguns setores do funcionalismo publico

    2. Reduzir os altos salarios

    3. Incentivar a meritocracia e resultado.

    4. Aumentar a fiscalizacao da qualidade do servico publico.

    5. Acabar com o privilegios entre a inciativs privado e a publica

    5. Reduzir os altos salarios.

  • #1003
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Bolívar Gomes
    Espectador

    Não sou contra a Estabilidade. Pelo o contrário, acredito que é preciso um mecanismo melhor tanto de condições de trabalho quanto de fiscalização. Mas o fim da estabilidade é uma ilusão. Defendo, sim, a meritocracia dentro do serviço público, em especial para os baixos salários. Professores, por exemplo, são a base da pirâmide salarial do Estado do RS e possuem os menores salários e condições precárias de trabalho. Fruto muito, é verdade, de uma irresponsabilidade de gestores – e do corporativismo – que acabaram inviabilizando estas carreiras.

    Aqui um ponto importante: cabe aos gestores e principalmente aos eleitos, colocarem pessoas competentes para as funções que devem cumprir, em especial cargos de liderança. Não se trata de colocar apenas técnicos, pois existem casos e casos, mas de colocar um líder que consiga levar determinado setor a cumprir as devidas expectativas e serviços que aquela equipe precisa executar.

  • #1020
    Ajudou
    Up
    -2
    Down
    Não Ajudou

    Alberto de Souza
    Espectador

    Não podemos aceitar cargos comissionados, em nenhuma esfera pública, todos devem ser escolhidos por exames de conhecimento na área e concurso público , com regime CLT. O nosso partido precisa tomar uma posição, definir regras para contratações emergenciais  ou para serviços sazonais ( como censo, necessidade na saúde e educação). Acabar definitivamente com cargos do amigo do amigo, pessoas com poder aquisitivo alto, “trabalhando” , em locais de total desconhecimento, pegando vaga de quem está desempregado e tem alto conhecimento no assunto. Essa situação deve ser posicionada pelo Partido, seria um ponto positivo , perante a população.

     

  • #1090
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Brunno Caleiro Pereira
    Espectador

    Está na hora de aprimorar a estrutura do serviço público nos municípios, estados e no plano nacional. Temos inúmeros funcionários incapazes de realizar as tarefas que lhes são concedidas, salários astronômicos para pessoas que nem estão contribuindo com a ocupação que um dia as pertenceu, criamos diariamente milhares de cargos comissionados que servem como passagem de dinheiro público para pessoas que não tem a menor capacidade ou se quer saibam que estão ocupando algum cargo. Isso é um problema estrutural muito grave. Deve-se criar maneiras de fiscalizar todos os âmbitos do serviço público, diminuir o número de cargos sem função ou com funções relativamente desnecessárias. É um processo urgente de enxugamento da máquina pública em quase todos os setores do país. São necessárias mudanças nos métodos de aprovação de concursos, nos métodos de seleção de cargos comissionados ou escolhidos. Deve haver fiscalização também na produtividade e permitir que não se acomodem em cargos, criando uma maneira de “controlar” a estabilidade que muitos sentem como pretexto para não fazerem nada. É hora de o servidor público também entrar no sistema de ser produtivo, de criar, contribuir e ajudar no processo de desenvolvimento do país.

  • #1096
    Ajudou
    Up
    -1
    Down
    Não Ajudou

    Thélio Caudinski
    Espectador

    Sou a favor da estabilidade, mas ao mesmo tempo apoiar novos métodos de controle de trabalho, plano de metas, readequar salários e horários da função. Não é possível, por outro lado, fazer estas mudanças para todos os funcionários. Há uma diferença entre o profissional da segurança, da educação, da saúde e entre outros.

    O funcionário é parte da máquina estatal, e não pode estar a mercê de gostos privados do chefe do executivo.

    Aliás, o judiciário não pode ser uma completa bolha quanto aos seu funcionamento.

    Um bom caminho que pode ser adotado é realizar a contratação de funcionários com contratos que tenham fim, seja de 05 anos, 10 anos, mais ou menos. A renovação constante é um bom caminho para promover melhores desempenhos.

     

  • #1099
    Ajudou
    Up
    -1
    Down
    Não Ajudou

    paula campello
    Espectador

    Sou a favor da estabilidade, afinal se um cidadão consegue ser aprovado em concurso publico, nao pode ser exonerado por qq coisa.

    Acho que a meritocracia seria muito bem vinda mas como aplicá-la é que é o problema. Como um servidor concursado pode ser avaliado por um chefe que, muitas vezes, é apenas comissionado, está na função por indicação politica e nao sabe nada do trabalho. Como pode ser feita uma avaliação?

  • #1129
    Ajudou
    Up
    2
    Down
    Não Ajudou

    Paula Ioris
    Espectador

    SERVIÇO PUBLICO X ESTABILIDADE E MERITOCRACIA : A maquina publica federal, estadual e a municipal são gigantes que se arrastam. Consomem dinheiro publico e atendem de forma muito precaria a população que paga os impostos mais caros do mundo. A continuidade da estabilidade precisa estar necessariamente ligada a Qualificação e desempenho.

    A qualificação é fundamental para que haja modernização dos processos (informatização, desburocratização, simplificação)

    O serviço publico tem que possuir carreira tecnica e de gestão/liderança. Essa logica de que num momento se é “indio” e noutro momento “é chefe” tem um funcionamento vicioso e ineficiente. Nem todas as pessoas tem o perfil de liderança, necessario para motivar e influenciar pessoas, e ainda desestimula mudanças e ações mais profundas.

    A corrupção é corrosiva e a má gestão é muito cara, consome recursos de toda ordem. o PSDB precisa resgatar sua marca de gestão ( estratégias, metas, indicadores…)

     

     

  • #1220
    Ajudou
    Up
    2
    Down
    Não Ajudou

    Elinton Geremias
    Espectador

    Deve-se criar uma lei para a meritocracia no serviço público desde o federal ao municipal, com comissões de avaliação de metas, formadas por funcionários efetivos, empresas de RH e membros da sociedade civil.

  • #1247
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Joao Rodrigo
    Espectador

    somente acabar com a burocracia.

  • #1250
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Ericarlos Duarte
    Espectador

    Sugiro a criação de uma plataforma única que diminua as burocracia do serviço público, dando melhor qualidade e agilidade pois o sistema público em muitos momentos dificulta a agilidade, tornando um problema, pois quem busca o serviço público busca agilidade e eficácia.

  • #1270
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Gregory Gonçalves
    Espectador

    Deve se haver métodos para que o bom servidor seja reconhecido pelo seu trabalho, critérios mais transparentes para a evolução funcional e instituir uma porcentagem mínima de funcionários de carreira em cargos de direção comissionados inerentes a area

  • #1275
    Ajudou
    Up
    2
    Down
    Não Ajudou

    Bolívar Gomes
    Espectador

    A desburocratização precisa ser uma bandeira tucana permanente. Entretanto, não podemos deixar de ter a noção de que o Estado precisa ser um agente regulador. A teoria de que o Estado deve se ausentar em tudo não é a nossa bandeira e não acredito nela, em especial diante do cenário abrangente, desigual e cheio de culturas que contempla o cenário Brasileiro.

     

  • #1352
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Amanda Nascimento Pereira
    Espectador

    O serviço público poderia ser uma base de dados mais unificada, para agilizar os processos e serviços ofertados ao público.
    Poderiam focar em diminuir a burocracia, além de digitalizar processos e oferecer cada vez mais opções de autoatendimento.
    Porém, é importante a estabilidade e plano de carreira dos servidores, e não vejo problema de promoções por resultados.

  • #1370
    Ajudou
    Up
    -1
    Down
    Não Ajudou

    Eduardo Alves
    Espectador

    Para melhorar o serviço público acredito que acabar com a estabilidade não seja o caminho, mas sim criar ou utilizar as formas de avaliação já existentes com eficácia, pois se o servidor público tiver seu desempenho avaliado constantemente, sabendo que se não produzir de acordo com a demanda, este pode perder seu cargo em um eventual PAD, certamente seria motivado a dar seu melhor.

    Os salários de alguns cargos também são muito altos e os benefícios extrapolam a realidade do país, é necessário uma reforma administrativa para acabar com as benecias de algumas áreas do serviço público.

     

  • #1401
    Ajudou
    Up
    2
    Down
    Não Ajudou

    Jackson Lucian
    Espectador

    Isso seria um princípio a famosa meritocracia, mais infelizmente é outra  realidade que vivenciamos ,muito se faz com os famosos cabideiros de cargos,  sou muito a favor dos concursos públicos,  claro com metas a todos os funcionários públicos.

  • #1409
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Fernando Juarez
    Espectador

    Acredito que a melhor forma de aprimorar o serviço público e a forma como os servidores são avaliados está pautado em uma maior transparência quanto a atuação deles em suas atribuições. Além disso, o servidor público não deve ser visto como um agente de destaque frente ao restante da população. Como o nome já diz, ele deve servir e esse serviço deve ser prestado de maneira séria, ágil e respeitosa com todos.

    Seu desempenho deve ser medido com transparência máxima possível e com base nos retornos que o mesmo dá a população e/ou a Administração Pública em si, de forma a possibilitar a disponibilização de recompensas justas e proporcionais a eles.

    Quanto a estabilidade, não a vejo como um problema, visto que a remoção dela por si só não garante uma prestação de serviço adequada ou eficiente. Por exemplo, o fato do Empregado Público (funcionário público de Sociedade de Economia Mista ou Empresa Pública) ter um contrato de trabalho regido pela CLT, ou seja não estável, não garante um serviço público de qualidade, ágil ou sequer efetivo simplesmente pelo fato do mesmo poder ser demitido com “maior facilidade”. O que garante um funcionário dedicado e eficiente é um ambiente de trabalho envolvente, onde ele entenda o seu papel e as consequências de seus atos, além disso, é de suma importância que ele tenha sempre ciência que seu trabalho está sendo observado pela população, mas para isso os mecanismos de Acesso a Informação precisariam ser aprimorados, diferentemente dos atualmente existentes, que são excessivamente burocráticos.

    Claro que a punição de demissão, conforme já prevê a Lei, deve existir, mas deve apenas ser utilizada em ultimo caso, no entanto quando necessária, com maior eficiência, agilidade e transparência.

     

  • #1426
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Fellipe Bayeh
    Espectador

    O serviço publico deveria ser reduzido ao minimo no Brasil, para uma máquina pública mais leve e manobrável, deveríamos investir em Tecnologias de Informação e Sistemas para melhorar o desempenho e precisamos depender de menos pessoas no serviço público, os cargos que precisam de segurança para poder exercer a função deveriam ser eletivos e não por concurso, como juízes, etc.. e então haver uma promoção por carreira interna, baseada em resultados e avaliações técnicas. A Estabilidade é algo prejudicial para o desempenho da função a longo prazo. e é adquirida em pouco tempo, nos EUA um funcionário leva 10 anos para obter estabilidade.

  • #1453
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Maurício Martins
    Espectador

    Meritocracia com objetivos e metas definidos e revisados ano a ano, plano de carreira e revisão na estabilidade do servidor. Estes devem ser os temas para uma ampla discussão do Serviço Público no Brasil. A estabilidade, por exemplo, deveria ser uma prerrogativa para que o servidor público atuasse com imparcialidade e autonomia independente de movimentos políticos, porém, como não há uma fiscalização eficiente, ela vira um benefício.  A possibilidade de uma exoneração de um servidor público por baixo rendimento ou, em alguns casos, não comparecimento ao serviço, é quase inviável.

    A estabilidade incontestável rebaixa o nível dos profissionais. Ela não deve ser retirada, mas precisamos de mecanismos de fiscalização eficientes para que seja restringida quando o trabalhador não cumpre com seu dever. Isso qualificaria o próprio serviço público.

  • #1474
    Ajudou
    Up
    -2
    Down
    Não Ajudou

    Leonardo Igor Valente Veiga
    Espectador

    a estabilidade deve se manter como principio, porém não pode ser absoluto e intocável há diversos casos de funcionário Público que fazem seu serviço não atendendo a efetividade que é principio no direito administrativo, a cargos aos quais não é possível cobrar efetividade por ser intangível o quantum que eles deveriam fazer e se colocar metas poderia gerar confusão, como é o caso da policia, não há como cobrar um numero de presos mensalmente, porém para cargos administrativos, é possível em se falar de perda de estabilidade por não eficiência na sua função não atingindo dessa forma o principio imposto pela administração publica. e assim como há de ser cobrada a falta de eficiência, quando há a eficacia o funcionário publico como qualquer trabalhador deve receber um bônus por resultado sim.

    quanto a meritocracia ela existe não para quem se esforça incansavelmente, mas sim para quem atende aos meios de produção necessários pela sociedade naquele momento.

  • #1495
    Ajudou
    Up
    3
    Down
    Não Ajudou

    Patrick Do Nascimento
    Espectador

    O PSDB, como figura pública e partido político deve, antes de mais nada, preservar aquilo que o país possui: aquilo que é público. Notei que muitos aqui desconhecem a realidade do servidor público, suas carreiras e particularidades. Existe um atual movimento para equiparar o serviço público ao serviço privado. Isso já começa a dar errado quando se tenta igualar aquilo que não é possível ser igual. O serviço público JAMAIS deve ser igual ao privado, principalmente porque o privado busca apenas lucro, dinheiro, rentabilidade. O serviço público busca o atendimento das necessidades da população em geral, sem visar lucro ou renda. Promover esse tipo de debate é desconsiderar toda uma “realidade” paralela, onde se lida, por exemplo, com perseguições partidárias e demais assuntos dentro do serviço público.
    Infelizmente, sabemos que o funcionário público possui suas falhas, mas por esse motivo é necessário que se puna toda uma classe, com a perda de direitos, justamente por alguns casos isolados? Isso é contra-intuitivo!
    O que se faz necessário é reformular o serivço público de maneira que nós, servidores, não fiquemos de mãos atadas diante de leis ineficazes e incapacitantes, burocracias desnecessárias e marcos regulatórios. Dissolver toda uma classe, como a do servidor público, pelo simples fato da falácia da “meritocracia” é querer desqualificar aquele que luta por seu lugar ao sol.
    Como servidor público e atual membro desse partido, gostaria que a visão do mesmo fosse nesse sentido: melhorar, desburocratizar e promover a qualidade no serviço público, porém, sem querer igualar ao privado e muito menos a retirada de direitos. Vamos torcer para que tenhamos uma linha de frente na promoção de direitos do servidor público, seja ele em qual esfera atuar.

  • #1499
    Ajudou
    Up
    2
    Down
    Não Ajudou

    Taiara Dotto
    Espectador

    Sou a Favor da Estabilidade, até porque sou servidora estável, mas os servidores públicos sempre foram taxados pela população como pessoas acomodadas que se apoiam na estabilidade do cargo sem se importar com a adequada execução das suas atribuições, historicamente valoriza-se pouco o servidor que apresenta resultados positivos, e ao mesmo tempo, recompensa-se com cargos e benefícios pessoas que ocupam posições estratégicas por interesses pessoais de seus pares, sem se preocupar com a adequada execução de seu trabalho e com os benefícios para a população.

    mas para que se tenha êxito na meritocracia, é necessários que os escalões mais altos da administrações, sejam profissionalizados.

    • Esta resposta foi modificada 2 semanas, 5 dias atrás por  Taiara Dotto.
    • Esta resposta foi modificada 2 semanas, 5 dias atrás por  Taiara Dotto.
  • #1508
    Ajudou
    Up
    2
    Down
    Não Ajudou

    José Neto Cassiano de Camargo
    Espectador

    O serviço público muitas vezes é visto como ineficiente, e com razão. Porém, não se pode generalizar.

    Existem empresas públicas fundamentais para o desenvolvimento do país, como no caso Embrapa, que é responsável por diversas pesquisas e avanços tecnológicos no campo. Setor esse que é responsável por manter a economia brasileira. Essa instituição, em conjunto com agências rurais, é responsável por levar assistência técnica a produtores rurais familiares, que NUNCA, repito, NUNCA teriam condições de contratar um serviço privado.

    Com isso, o Estado deve focar em áreas realmente importantes, como energética, agrícola e de infraestrutura. Pois, são essenciais para o desenvolvimento nacional. E deixar seguimentos de menor relevância para a iniciativa privada. Ou seja, como em todo tema, é necessário equilíbrio.

    Em relação ao funcionalismo público, a estabilidade é fundamental, para que políticas de Estado não se tornem políticas de governo. Os trabalhadores do serviço público, não podem ficar sujeitos ao governo de plantão. Sabemos que funcionários não estáveis (comissionados e contratados), sofrem perseguições de diversas maneiras. São obrigados a realizar campanhas, e caso não o façam são demitidos ou transferidos para outros regiões. Isso acontece em cidades grandes, como as capitais, imaginem em interiores do país. Sem falar, do investimento em tempo, recursos e estudos do concursado. O servidor tem que ser visto como parte da solução, e não do problema.

    Diante disso, o PSDB deve zelar pela estabilidade, propor a modernização do serviço público, torna-lo mais eficiente e ágil.

  • #1520
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Philippe Alves
    Espectador

    “Governar é escolher, o dinheiro nunca vai dar para tudo”

    Geraldo Alckmin, 2006 em um debate político na Band.

    O serviço público do Brasil precisa refazer as contas e colocar as prioridades de investimento no lugar certo, sabemos que o funcionalismo público embora importante, é muito pesado na balança das finanças públicas, é preciso readequar a realidade do Brasil neste momento, e acompanhar todos os efetivos na gestão de conhecimento e desempenho.

    A meritocracia resumida em resultado, o Brasil precisa sanar lacunas no serviço público principalmente na esfera jurídica, onde existem 50 milhões de processos parados no Brasil segundo o CNJ, onde seria necessário o poder judiciário teria que parar por quase 6 anos para resolver tudo, podemos usar promoção por resultados entre outros benefícios em caso de reduções significativas de demandas como essa no setor público.

     

  • #1529
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Rafael Almeida
    Espectador

    Acabar com os famosos comissionados, investir em concurso publico, valorizar o funcionário de carreira, criar meios de qualificação do profissional que está no cargo.

  • #1533
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Jonathan Ferraz
    Espectador

    O poder do mérito é ótimo, pois assim damos importância a aqueles que se destacam pelo seu êxito em transformar ou fazer algo, meritocracia é um ponto fundamental para mantermos uma sociedade saudável, já o serviço público deve ser ampliado em todas as esferas devemos deixar nossos cidadões orgulhosos em morar aqui, devermos entrega qualidade de vida a essa pessoas. O poder público deve enfatizar os questionamentos da população, absorver e resolver o problema, devemos vota naqueles que entregam ou entregaram resultados satisfatórios para proporciona uma estabilidade nacional em todos os parâmetros, pois é assim que construirmos um país melhor.

  • #1570
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Jean dos Santos Silva
    Espectador

    <p style=”box-sizing: border-box; margin-top: 0px; margin-bottom: 1rem;”><span style=”color: #383636; font-family: ‘PT Sans’, sans-serif; font-size: 16.8px;”>Deve-se r</span><span style=”color: #383636; font-family: ‘PT Sans’, sans-serif; font-size: 1.05em;”>eduzir os altos </span><span style=”color: #383636; font-family: PT Sans, sans-serif;”><span style=”font-size: 16.8px;”>salários, i</span></span>ncentivar a meritocracia onde os resultados geram ganhos ou perdas.</p>

  • #1586
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Pedro Henrique Pasquali
    Espectador

    É preciso acabar com a estabilidade do serviço público – respeitando, por óbvio, as prerrogativas fundamentais dos servidores para bom desenvolvimento de suas atividades. O Estado precisa focar em mérito e bons resultados, para que possa oferecer bons resultados e bons serviços prestados, concentrando-se nas áreas de primordial importância – como saúde, educação e segurança, deixando que a iniciativa privada seja a regra nas outras de cunho evidentemente econômico, como “correios e telégrafos”.

  • #1594
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    igor coimbra manhani
    Espectador

    De certo, o serviço público em todo o âmbito nacional está falido. Temos servidores incapazes de realizar simples tarefas e que é agravado pela enorme burocracia que adotamos.

    Somos um dos países com mais cargos comissionados e isso serve apenas para a passagem de dinheiro público. Além disso, não podemos negar que é de conhecimento geral a pratica da “rachadinha” e cada vez mais vem ficando corriqueira por conta do grande números de cargos comissionados sem função alguma.

    Devemos propor uma reforma administrativa que foque na fiscalização, de fato, do setor público em geral, que incentive o enxugamento da máquina pública e a avaliação de produtividade do servidor. Na minha opinião, o setor público deve buscar maior paridade nas diretrizes vigentes do setor privado.

  • #1608
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Marcus Vinicius Murgi II
    Espectador

    O servidor público deve ser respeitado pela sociedade e não tratado como um “funcionário de segunda linha”, como vemos acontecendo atualmente.

    Defendo a estabilidade do servidor público, desde que seja comprovado o mérito para tal. Os servidores públicos deverão passar por provas periódicas a fim de avaliar o seu desempenho, semelhante ao que ocorre no setor privado, evitando qualquer tipo de acomodação no cargo.

    Outra maneira interessante para a contratação de servidores públicos é via “sistema vertical”. Para cargos de alto escalão, como diretoria, superintendência e presidência, o Estado realizaria um concurso público, visando uma concorrência direta com os setores privados e acabando com os cargos por indicação.
    Já para os cargos mais baixo, como escriturário, bastaria contratar via RGPS, sem a necessidade de gastos públicos para cargos que não exigem um grau avançado de conhecimento e experiência. Tal medida contribuiria com a diminuição de desemprego pois, sem a necessidade de realizar concurso público, arcar com custos de provas, correções, etc, os cidadãos passariam a se candidatar em vagas diretas abertas, por exemplo, em sites do governo e da prefeitura.

  • #1610
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Rodrigo Jurck
    Espectador

    1.Buscar de Maneira permanente a diminuição dos Privilégios dos Poderes Legislativo, Executivo e PRINCIPALMENTE do Judiciário.

    2.Garantir a Estabilidade em Alguns setores da Administração.

    3. Defender a avaliação PERMANENTE do servidor Público.

    4.Fortalecimento das Agências de Controle.

     

  • #1640
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Elizalva Lima
    Espectador

    O serviço público no Brasil tem sido alvo de severas criticas, e estas bem fundamentadas. É dever do Estado prover os recursos para estados e municípios e estes últimos repassar à população os devidos serviços como: educação, saúde, segurança, transporte, assistência social, etc. Mas infelizmente, o que acompanhamos nestes últimos anos foi um total descaso dos estados para com a população. Quando penso em serviço público me vem à mente impostos. E quem paga os impostos se não a população? E se a população paga os impostos que devem ser usados em benefício da própria, porque esse abandono?

    O que eu observo é uma grande centralização e um Estado muito forte e robusto, e uma questão intrigante é: o que fazem os gerenciadores desses recursos? Onde estão os agentes públicos que são pagos com dinheiro público? É necessário mudar a politica de contratação, e aí entra a meritocracia. Há hoje uma grande facilidade em contratar através de concursos públicos e até aí tudo bem, nada contra os concursos. Mas e depois? Como fica a capacitação de quem é responsável por repassar e aplicar esses recursos à população? Tenho por muito importante o acompanhamento dos resultados e a exigência de avanço. Não se admite que a população sofra por culpa de pessoal incapacitado e muitas das vezes omisso.

    A política administrativa brasileira precisa de uma reforma, o estado tem a obrigação de gerir os recursos com o máximo de empenho e responsabilidade, tudo isso começa de cima, é extremamente relevante que o agente público seja cobrado por resultados. O agente capacitados faz bem para si, pois tem a possibilidade de crescer, e faz bem para a população pois trabalhará com empenho. Quando isso acontecer, veremos a estabilidade. Mas antes, ainda há muito o que se fazer.

    • Esta resposta foi modificada 2 semanas, 5 dias atrás por  Elizalva Lima.
  • #1667
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Luzia Ester Santos Oss
    Espectador

    Sou a favor da continuidade de seleção dos funcionários públicos por concursos, entretanto que a permanecia e e promoção deste seja guiado pela meritocracia, não devendo o funcionalismo publico ter estabilidade.

  • #1670
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Wellington Luís Pegorin
    Espectador

    A gestão pública, através de seus gestores/servidores, deve-se basear na eficiência profissional, o qual se o trabalho estiver com bons resultados, no caso do gestor, mais recursos deverão ser ofertados para continuidade na aplicação do setor público. Tudo isso se encaixa em responsabilidade, planejamento e eficiência. A gestão de pessoas deve ser cada vez mais observada, para que competências sejam cumpridas e, por meritocracia, através de embasamento legal e plano de carreira, o servidor consiga sua promoção por resultado e naturalmente sua estabilidade.

  • #1706
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Gregory de Araújo Toledo
    Espectador

    Acredito que devemos elencar alguns pontos que devam ser mudados ou adequados sobre o serviço público.

    super salários – Temos que acabar com salários astronômicos em certas áreas, é preciso trazer essa questão para realidade e diminuir o status que se cria em cima dos super salários.

    diminuir a maquina estatal – É necessário que se reduza e muito a maquina, são diversos cargos inúteis que só servem para criar caciques e poucos setores afim de trabalhar. Há uma enorme quantidade de pessoas em serviços totalmente inúteis e que se prevalecem da estabilidade e apresentam um serviço preguiçoso e de péssima qualidade.

    estabilidade – Em certos setores é preciso sim gerar uma certa estabilidade, mas no geral, sim, é preciso um corte e um padrão de qualidade a ser seguido, é necessário que se passe a faca em setores nada produtivos e que se corte boa parte da garantia de estabilidade em certos setores, incentiva os bons profissionais e elimina os empregados deitões e preguiçosos. Deve valorizar quem busca trabalhar e entregar resultados.

    cultural – É preciso acabar com o pensamento cultural de que só é bem sucedido quem é concursado, é preciso cortar privilégios e valorizar o serviço privado também, nada de segurar pontas de estatais falidas e centralizar o mercado em estatais, evitando que promissoras empresas privadas cresçam e possam gerar um serviço de qualidade.

  • #1732
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Yan fernandes pereira
    Espectador

    Precisamos trabalhar em equipe e tudo vai dar certo ,duas mãos são mais forte que uma só.

  • #1750
    Ajudou
    Up
    2
    Down
    Não Ajudou

    Ronald Vilella
    Espectador

    A estabilidade não é um problema em si, principalmente durante as trocas em cargos majoritários. Entretanto, é necessário que ocorra uma mudança na forma de gestão e administração no funcionalismo público, tais como:

    – Desenvolvimento dos funcionários, principalmente nos pequenos municípios, permitindo uma constante capacitação e aprimoramento de suas habilidades. Inclusive, permitindo a incorporação de novas tecnologias digitais no ambiente trabalho, reduzindo custos e aumento a eficiência.

    – Implementação de novas tecnologias digitais, tanto no trabalho como meio de fiscalização dos funcionários pelo Estado.

    – Transparência, principalmente nas empresas públicas para evitar indicações políticas aos cargos.

    – Plano de carreira, o funcionário público não deve entrar em sua função recebendo aos altos valores de remuneração. É necessário que haja um crescimento do profissional em postos menores até os cargos mais cobiçados.

  • #1851
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Rodrigo Ferreira
    Espectador

    Apenas no Brasil e em Portugal existe cartório, proponho a extinção dos cartório. Extinguir parte dos serviços, meramente burocrático, repassar parte aos próprios entes públicos, e as autenticações poderiam ser balizados por advogados como ocorre nos estados unidos.

  • #1860
    Ajudou
    Up
    4
    Down
    Não Ajudou

    Gabriel Testai
    Espectador

    A estabilidade de funcionários públicos é um dos tópicos mais debatidos pelo nosso atual governo, que possui propostas de extingui-la, entretanto, a estabilidade é muito mais do que um direito do servidor estatutário. É garantia de interesse público, de preservação da impessoalidade, de boa gestão. Sua essência é uma blindagem jurídica contra pressões indevidas no exercício da função pública, de natureza política, econômica, hierárquica. Reformar a Constituição pode representar um grande passo ao passado, com fragilização da proteção contra a pessoalidade, o abuso de poder e o desvio de finalidade na Administração Pública, com perdas para toda a sociedade. A crítica difundida é a de que servidores protegidos priorizam os próprios interesses e acomodam-se, com pouco empenho e produtividade na realização de suas funções, com prejuízo à eficiência, ausência de posturas inovadoras, proativas e desenvolvimentistas, porém, toda generalização é prejudicial. Não há dúvida que a profissionalização da gestão pública e a busca por melhor desempenho passa por uma revisão do regime geral da estabilidade. Mas não parece ser a sua extinção o caminho para modernização e para a obtenção de melhores e eficientes resultados. Os critérios de avaliação do desempenho suficiente precisam ser estabelecidos objetivamente, para que haja uma boa implementação da meritocracia em meio aos servidores públicos, com ferramentas inovadoras de avaliação de gestão, mecanismos de controle, procedimentos de verificação da qualidade dos serviços prestados, exigência de accountability e de desenvolvimento contínuo. Portanto, ganha a sociedade se de fato o desempenho dos servidores for medido de forma adequada, justa, impessoal e proporcional, e, sobretudo, se houver incremento de produtividade no serviço público a partir da exigência de performances eficazes e eficientes.

    Gabriel Testai

  • #1875
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Guilherme Santos Ferreira
    Espectador

    Os funcionários públicos apresentarem resultados do serviço ao qual foram locados, assim ficando a cargo do poder publico aplicar o fator da meritocracia, exemplo assiduidade, atendimento, desempenho das funções com agilidade e excelência, entre outros, podendo assim também aplicar sistema de gratificação conforme função desempenhadas e atingimento de metas. que a estabilidade. Que a estabilidade seja mantida, mais que ela não seja garantia de emprego para todos mais sim para quem produz e apresenta resultados satisfatórios e excelência de serviço público.

  • #1903
    Ajudou
    Up
    3
    Down
    Não Ajudou

    Anísio Lima
    Espectador

    Primeiramente acho que o PSDB precisa retomar sua marca em ser um partido que preza e prega a boa gestão com modelos de indicadores, metas e planejamento!

    Particularmente não sou contra a estabilidade (até porque ela é um direito do servidor) acredito que para melhorar o serviço a melhor maneira não seja essa (o fim) ou condiciona-la a alguma medida (apenas alguns cargos).
    Muitos falam que o funcionário publico acaba acomodado, com pouca produtividade e pouco ativo , acho que é preciso uma melhora na fiscalização do serviço público e utilizar formas de avaliação mais eficaz, evitando assim esse tipo de postura e comportamento. Acredito que a meritocracia é importantíssima, principalmente no serviço público e em especial para os pouco remunerados.

     

  • #1916
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Estevão Filho
    Espectador

    É preciso que comecemos a discutir o governo digital, onde se possa usar a tecnologia e os conhecimentos do SERPRO do Governo Federal para facilitar a vida dos cidadãos e melhor manejar os servidores para setores essenciais onde a tecnologia ainda não possa ser empregada.

  • #1984
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Valentina Jordão
    Espectador

    Já vi funcionários públicos não aparecendo para trabalhar e isso é revoltante. Justamente porque o salário está garantindo no fim do mês. Prego pelo fim da estabilidade do serviço público para funcionários que se aproveitam da máquina pública sem ao menos trabalharem direito e ganharem fácil. Afinal, tem gente que precisa trabalhar de verdade e sem prejudicar os cofres públicos. Existem muitos brasileiros talentosos e que merecem seja por talento e meritocracia ocuparem cargos públicos e privados. Renovar o Estado brasileiro é preciso!

  • #2020
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Leandro Miguel
    Espectador

    Tenho muito o que aprender sobre este tema…

    mais o que posso falar é que salários absurdos tem que acabar, tem que haver justiça para todos trabalhadores de qualquer setor, de qualquer nível

  • #2032
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Vinícius Andrade Martins
    Espectador

    1-Investimento em planos de carreira para os profissionais baseado no seu rendimento.

    2-Intensificação do estágio probatório.

    3-Concursos devem ser obrigatórios principalmente para áreas técnicas.

    4-Flexibilidade para com o funcionário público.

    5-Salário tabelado por horas trabalhadas e gratificação por eficiência, trabalhando sempre com sistema de metas.

  • #2046
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Beatriz Leite
    Espectador

    O SERVIÇO PÚBLICO COMO UM TODO DEVE SER MELHORADO NO PAÍS. CUMPRIR O PRINCIPIO CONSTITUCIONAL DA EFICIÊNCIA, COM MENO BUROCRACIA E MAIS PRÓXIMO AO CIDADÃO. DIMINUIR OS PRIVILÉGIOS EM ALGUNS SETORES. AUMENTAR A PRODUTIVIDADE DO SERVIDOR COM QUALIFICAÇÃO, ESTRUTURA ADEQUADA E INCENTIVO PARA ALCANCE DE METAS. O ACESSO AOS CARGOS MAIS ALTO ATRAVÉS DA MERITOCRACIA E DO COMPROMETIMENTO COM O SERVIÇO. MANTER A ESTABILIDADE COMO FORMA DE SEGURANÇA JURÍDICA AOS BONS SERVIDORES E AUMENTAR A FISCALIZAÇÃO E O CONTROLE DE QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO AO CIDADÃO. USAR A TECNOLOGIA PARA CRIAR NOVAS FORMAS DE ATENDIMENTO MAXIMIZANDO O ALCANCE DO SERVIÇO COM MENOR GASTO.

  • #2063
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Pedro Saldanha
    Espectador

    Melhorar a qualidade do serviço publico em áreas administrativas dos estabelecimentos públicos promovendo treinamentos .

  • #2088
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Renato Ribeiro
    Espectador

    O servidor público deve ser valorizado, porque apesar de todas as mazelas deste país, muitos deles enfrentam a labuta diária para tentar prestar um serviço da melhor maneira possível, portanto o partido não pode querer crucificar os servidores públicos, como o atual governo tenta fazer. Devemos ser plenamente contra a terceirização, pois esta serve apenas para precarizar a relação trabalhista daquele que irá executar a atividade sendo contratado por uma terceirizada, além de criar possibilidades para indicação de pessoas que não tenham mérito para o trabalho. Devemos concordar plenamente com os conceitos de Meritocracia e Promoção por resultado no serviço público, porém os critérios devem ser claros, objetivos e previstos em lei a fim de evitar possíveis beneficiamentos de apadrinhados. Quanto a estabilidade acredito que deva ser mantida por se tratar do principal atrativo para o serviço público, no qual o cidadão escolhe servir a sociedade e ao interesse público.

  • #2107
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    David Alector Sampaio
    Espectador

    Precisamos olhar com mais atenção para o serviço publico.

    Começando desde a preparação do estágio, investir no plano de carreira e capacitação do profissional.

  • #2134
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Pablo Salomão
    Espectador

    Nem de todo a estabilidade é ruim. Não sou contra.

    Acredito na Meritocracia, mas acho um assunto complexo quando tratamos dela no Serviço Público.

    A promoção por resultados é uma maneira eficaz de melhorar o desempenho do servidor. Hoje falamos muito em acabar com a Estabilidade. Vejo pelo ponto de vista que precisamos ter um olhar mais humano! No final das contas, o servidor hoje não é tão valorizado e uma série de fatores podem influenciar em sua desmotivação.

    Mudamos as regras da Estabilidade, com promoção por resultado,  assim podemos falar de Meritocracia. Mas, trata-se de uma assunto complexo, que não possui aprovação popular  e de difícil solução neste momento.

  • #2147
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Vivian Coutinho Cavalcante
    Espectador

    O Serviço Público tem muitas práticas que geram descontentamento nas pessoas atingidas pela prestação do serviço.

    Por isso, sou a favor de que não haja estabilidade no Serviço Público, por exemplo. Uma vez que os funcionários públicos passem a a gozar dos mesmos direitos e deveres de um trabalhador da iniciativa privada, este passará a ter mais consciência da importância das suas atividades, seja pra Administração direta ou indireta, e o quanto a eficiência na prestação do serviço público é primordial.

    Não obstante, a promoção por resultado é uma forma meritocrática de garantir que todos tenham oportunidades iguais dentro do serviço público, estimulando a competição saudável, e aqueles que obtiverem os melhores resultados conquistam a ascenção. É, também, uma forma eficaz de alcançar a eficiência da prestação do serviço público. Acredito ser viável instituir gratificações por produtividade, estimulando o reconhecimento pelos trabalhos prestados pelos servidores.

  • #2148
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Vivian Coutinho Cavalcante
    Espectador

    O Serviço Público tem muitas práticas que geram descontentamento nas pessoas atingidas pela prestação do serviço.

    Por isso, sou a favor de que não haja estabilidade no Serviço Público, por exemplo. Uma vez que os funcionários públicos passem a a gozar dos mesmos direitos e deveres de um trabalhador da iniciativa privada, este passará a ter mais consciência da importância das suas atividades, seja pra Administração direta ou indireta, e o quanto a eficiência na prestação do serviço público é primordial.

    Não obstante, a promoção por resultado é uma forma meritocrática de garantir que todos tenham oportunidades iguais dentro do serviço público, estimulando a competição saudável, e aqueles que obtiverem os melhores resultados conquistam a ascenção. É, também, uma forma eficaz de alcançar a eficiência da prestação do serviço público. Acredito ser viável instituir gratificações por produtividade, estimulando o reconhecimento pelos trabalhos prestados pelos servidores.

  • #2151
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Ediney Pires
    Espectador

    Sou a favor de que o serviço público no Brasil seja revisto na questão da estabilidade, apoio o projeto de lei que que diz que o servidor público não honre com seu compromisso e não atenda bem ou não desempenhe com êxito seu trabalho, seja destituído do cargo. Por outro lado temos profissionais que precisam ser valorizados de fato, ainda vamos no Brasil um serviço público de qualidade em exceções. Valorizando o servidor, teremos um atendimento digno junto a uma produção de excelência.

  • #2152
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Raphael Sarris
    Espectador

    Serviço público é muito importante para a manutenção do estado social de direito, mas a estabilidade não foi bem empregada, pois em momentos como esse de crise financeira o Estado não consegue demitir funcionários sem ter maiores prejuízos com indenizações, por outro lado os funcionários se acomodaram por causa dela, logo a meritocracia vale a pena e se estes funcionários puderem ganham bonificação através de micro ações das empresas públicas, as quais são vinculados e tem participação no mercado financeiro e ações, dessa forma pode-se ter uma melhoria nos serviços públicos no qual os próprios colaboradores podem querem produzir mais para buscar maiores benefícios.

    Na promoção com resultado, acaba sendo uma consequência desse plano de dar ações aos funcionários como comissão, e também deverá haver rodízio anual de cargos (desde que, no mesmo nível de hierarquia) para os funcionários terem mais motivos de aprender e trabalhar, pois será algo relativamente novo, o que exige sair da “zona de conforto”, e anualmente também deverá ocorrer divulgação de promoções de cargos assim, as pessoas ficam ainda mais motivadas em trabalhar sabendo que desse forma a vida não é apenas bater o cartão e esperar a aposentadoria, pois a possibilidade é esperar algum momento de crescimento (se é que alguns vão estar trabalhando para ver isso) ou ter que estudar bastante para fazer mais uma prova para tentar novo cargo no serviço público.

  • #2175
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Diemisson Neves
    Espectador
    • No brasil pagamos impostos altíssimos para que o governo retrinua isso em serviços públicos para a população, o problema é que tudo isso tem sido uma via de mão unica, onde apenas os cidadãos tem pagado altos impostos mais o governo não tem feito sua parte, a constituição garante o direito do cidadão a educação, saúde, saneamento básico porém isso na prática não funciona.
    • O governo tem que compri com seu papel e executar serviços públicos de qualidade para a população.
  • #2196
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Arthur Silva
    Espectador

    Neste texto serei um pouco mais breve em meu comentário.

    O Serviço Público precisar ser, antes de tudo, de qualidade. O que é ser de qualidade? Retribuir para a população que paga impostos, pelo menos, um excelente atendimento. Partindo desse princípio, sou favorável a estabilidade em setores do funcionalismo público. Entretanto, é preciso criar um mecanismo de controle. Excessos existem, mas cada caso é um caso. É importante desburocratizar o serviço público e inserir a tecnologia nele. A população deve ter o direito de avaliar do atendimento ao funcionamento das estruturas.

    A meritocracia precisa ser pensada. Ela só tem sentido se houver igualdade no ponto de partida, como já disse o professor Mário Sério Cortella. Acho uma questão problemática, mas que precisa ser debatida. Se o ponto de partida for igual, é claro que deverá valer a meritocracia. A promoção, pro exemplo, deverá ser dada a pessoa que conseguiu exercer o seu papel com mérito, com seriedade, etc.

  • #2198
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Matheus Luiz Ramos Martins
    Espectador

    Deve-se fazer a gestão de maneira adequada, em relação aos cargos públicos, é comum e adequado que a seleção dos empregados sejam feitas a base de provas de conhecimentos em relação ao cargo, sendo a longo prazo podendo ser promovido, acredito que todo o processo após as provas e contratação deve ser realizado a base de dados da pessoa, como por exemplo o tempo de trabalho prestado, atitudes que foram tomadas de maneira adequada, qualificação que buscou após a contratação, e dessa maneira garantindo totalmente a segurança e mantimento da meritocracia, tanto para promoção em cargos, quanto para demissão de funcionários, pois a estabilidade dele não pode ser mantida em caso de descumprimento de protocolos, ou atitudes inadequadas, deve ser realizada sempre uma análise por parte dos superiores.

  • #2259
    Ajudou
    Up
    -1
    Down
    Não Ajudou

    André Varela
    Espectador

    O serviço público brasileiro não é efetivo porque não tem como ser.

    As empresas que surgem do sistema capitalista consolidado nos EUA (por exemplo) passaram por anos e anos de estudo e experimentos de economistas, sociólogos e outros experts no assunto e existe um consenso.

    Por exemplo: É promovido aquele que merece, logo, ganha mais aquele que merece. Um profissional que é incompetente é demitido.

    Os órgãos públicos do Brasil são apenas lugares que servem para a manutenção de um sistema preguiçoso e ineficiente, assim como diversos políticos hoje em nosso país.

    Ao passo que as empresas estatais são privatizadas, a estabilidade de profissionais ruins desmorona e profissionais bons começam a surgir. Não é ruim ter estabilidade, ruim é ter uma estabilidade desmerecida e é isso que o Brasil tem oferecido para praticamente todos que passam em um concurso público.

  • #2273
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Roberta Berdeal
    Espectador

    Ao meu ver o Estado deveria ter apenas serviços públicos essenciais. Com relação a estabilidade, acho que deve ser quebrada para que o Brasil avance na sua agenda Liberal. Com relação aos dois outros tópicos, objetivamente há de ter a mesma cobrança de resultado como no mundo privado. O país não é “teta para mamarem”.

  • #2288
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Bruno Cardozo
    Espectador
    1. Primeiramente deveríamos privatizar grande parte se não todas as empresas estatais. Assim quebrando o monopólio de algumas empresas, abrindo concorrência e assim faze do os preços ao consumidor final despencar.
    2. Defendo e acredito que deveria ser uma das bandeiras do PSDB o fim da estabilidade dos servidores públicos, assim se mantendo no cargo que realmente fizer por merecer.
  • #2292
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Wellington Lucas Barroso rocha
    Espectador

    O PSDB deverá propor a  criação de uma PEC que regulamenta e nivela o nível salarial dos servidores públicos para que seu salario tenha bônus de acordo com sua produtividade.

  • #2297
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Deivin Corrêa
    Espectador

    Não podemos, equivocar serviço público com privado, pois cada um possuí suas particularidades.

    Nossa bandeira tem que ser não as ações perseguidoras. No caso recentemente, a comissão de assuntos sociais ( CAS), aprovou um projeto de lei que regulamenta a demissão de servidores públicos concursados e estáveis por insuficiência de desempenho de trabalho.

    Resumidamente, seria por escala de notas, critérios de avaliações  e até recurso. Pois bem, e se configurar como perseguição política? Aonde fica a estabilidade do funcionário e os seus diretos que na maioria das vezes são regidos por CLT ou Estatutário?.

    Concordo, que somos concursados por um edital que nos regem, porém a contramão em não concordar com atitudes que o governo segue, muitas vezes nos taxam como não apoiadores.

    Desde que não leve ao cunho político e sim por realmente o que o funcionário apresenta, necessita ser revisto.

  • #2302
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Ryco Lima
    Espectador

    Servidores públicos sempre foi um assunto polêmico. Mas assim como tudo, devemos mudar essa questão também. Mas ela vai muito além de cargos ou da classe. Vemos que os políticos cada vez mais recebem mais privilégios econômicos que não condizem com a situação do nosso país. Ou mudamos esse quadro com um exugamento, ou iremos regressar a era glacial.

  • #2310
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Mateus barros
    Espectador

    A ideia é sempre que o serviço público consiga chegar as vias que mais necessitam de seu amparo, porém a atual situação do país após inúmeros desvios de verbas públicas, faz com que a maquina pública tenha que ” enxugar ” tais setores, portanto alguns setores do serviço público eu concordo que se faz necessário a privatização do mesmo . um Exemplo disso seria os correios.

    A meritocracia força e incentiva o individual de cada um,  mesmo que as oportunidades sejam mais escassas as pessoas de classes sociais mais carentes ela faz com que quando a oportunidade chegue as pessoas as agarrem de maneira ímpar, eu sou a favor de cotas universitárias para as pessoas que tem baixa remuneração para as mesmas poderem ter a oportunidade de mudar de vida conforme seu esforço demonstrado, a partir dai a meritocracia entra em ação e cada um vai chegar ao objetivo que tiver em mente conforme seu esforço e dedicação.
    <p class=”MsoNormal”><span style=”font-family: Georgia, serif; background-image: initial; background-position: initial; background-size: initial; background-repeat: initial; background-attachment: initial; background-origin: initial; background-clip: initial;”>A Promoção deveria ser baseado em conhecimento técnico e produtividade  assim como em  qualquer setor privado,  as pessoas que buscam mais conhecimento e demonstram mais produtividade crescem profissionalmente, dessa mesma forma deveria ser implantado no setor publico independente de seus viés ideológico politico, não pode haver confusão entre lado profissional e ” lado politico” .</span></p>
     

  • #2311
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Wagner Gockos
    Espectador

    mecanismos de avaliação constante do funcionário público, um estabilidade presumida e condicionada ao atendimento de metas e resultados.

    Promoções condicionadas ao mérito e atingimento de índices estabelecidos no decorrer de suas carreiras públicas, considerando que os funcionários públicos são colaboradores da população na obtenção de seus interesses, assim como os eleitos pelo voto popular, são representantes dos desejos e necessidades da polis.

    Mas o primordial é investir em capacitação dos servidores e colaboradores públicos, dando oportunidade de estudo, tanto profissionalizante, cursos específicos, como especializações, pois são investimentos em pessoas e no serviço prestado por eles, com objetivo de melhorar a auto-estima e o atendimento por intermédio da obtenção de conhecimento.

  • #2335
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Arthur Arenari
    Espectador

    O serviço público é importante, precisa apenas ser monitorado para que todos cumpram suas funções de forma eficiente e contribuindo para sociedade.
    Falar de meritocracia em um país com desigualdade absurda é difícil. Seria lindo que por mérito todos alcançassem o mesmo objetivo, mas sabemos que as oportunidades, de quem é muito pobre nesse país, são baixíssimas. Então, primeiro deve-se falar de diminuição da desigualdade social, para depois falarmos de meritocracia.
    Acho justo que se haja promoção, quando o resultado esperado é atingido.

  • #2369
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Diego Daniel Aciem
    Espectador

    O serviço público é o sonho de muitos brasileiros pela estabilidade e os salários que acabam compensando, em contra partida tem a desmotivação do funcionário, onde por ter a estabilidade acaba não dando o seu melhor no dia a dia, deveria continuar a estabilidade mais mudar os métodos de promoções e também avaliações periódicas dos serviços prestados. Sendo assim mudando as gratificações que hoje ja existem baseados nessa nova avaliação.

  • #2385
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Thallya Scariot
    Espectador

    1. Redução de salários altíssimos.

     

    2. Incentivo à meritocracia.

     

    3. Fiscalização do serviço público prestado.

     

    4. Qualificação do serviço público.

  • #2390
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Saylo Soutelo
    Espectador

    É necessário melhorar muito o serviço público garantindo boas estruturas para o seu bom funcionamento, contratação de mais servidores onde houver necessidade, valorizar os servidores públicos com reajuste salarial e cumprimento dos pisos salariais.

    Também é importante motivar os servidores públicos através de promoção por resultado aqueles bem dedicados as suas funções que levam a conquistar grandes resultados para a melhoria do serviço público

  • #2400
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Renan Sambo
    Espectador

    – Acabar com a estabilidade do funcionalismo público;
    – Fiscalização rigorosa sobre a qualidade do serviço público;
    – Desburocratização.

    • Esta resposta foi modificada 2 semanas, 3 dias atrás por  Renan Sambo.
  • #2414
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Thélio Caudinski
    Espectador

    https://exame.abril.com.br/brasil/bolsonaro-confirma-que-novos-servidores-deverao-perder-estabilidade/

    O atual governo quer acabar com a estabilidade. Entendo como um erro.

    Em vez de nos digladiarmos entre estabilidade ou não estabilidade, deveríamos propor um critério modular. Nem todas as categorias de servidores precisam de estabilidade, e nem todos precisam de contratos ad eternum, tão pouco, nem todos podem viver sem estabilidade. Professor, por exemplo, demanda estabilidade em virtude do seu modo de trabalho exige quase que uma dedicação total de sua vida. Mas alguns técnicos, especialmente da área da tecnologia, não necessariamente. Há, também, como no caso dos professores uma dificuldade em se estabelecer critérios sobre o desempenho.

    Em resumo, nem todas as categorias precisam de estabilidade, nem todos podem trabalhar sem estabilidade, nem todos precisam de um contrato para toda vida, e nem todos trabalham com contratos limitados. É necessária, portanto, uma legislação modular. Especialmente uma legislação que não se esqueça dos possíveis problemas políticos.

  • #2426
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Gustavo Martins de Carvalho
    Espectador

    A folha de pagamento bilionária do funcionalismo publico é um dos principais problemas brasileiros e uma das principais razões para a desigualdade salarial no pais.

    Os gastos com o funcionalismo publico em 2019 entre funcionários ativos, aposentados e pensionistas devem chegar a R$ 262,9 bilhões, os gastos com folha de pagamento perdem apenas para os gastos com a previdência, é necessário revermos esse custo fixo, esses servidores soma 1% da população e recebem 20% do orçamento da União, os altos salários do setor publico contribuem para a desigualdade salarial, principalmente quando comparados ao setor privado.

    A reestruturação dessas carreiras para um modelo mais moderno e sustentável se faz necessária, esse novo modelo deve ser eficaz sendo pautado em metas, resultados e avaliação de desempenho, deve também alinhar a remuneração do setor publico aos salários praticados no setor privado.

  • #2433
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Rodrigo Ribeiro
    Espectador

    Vi algumas opiniões aqui no fórum, por exemplo, quem é contra o fim de estabilidade e outro que defende o fim de cargos comissionados.

    A verdade é que existem bons e maus profissionais em todos os campos e independente do cargo e vínculo que ocupa. Por isso, defendo a produtividade. Ou seja, independente se é concursado ou comissionado, o funcionário precisa produzir o que dele se espera. Um dos problemas sobre esse assunto é a quantidade de profissionais que não fazem absolutamente nada, de comissionados à funcionários de carreira. É preciso sim termos um controle de produtividade, sujeito à perda do cargo. Os que se mantém, acabam de certa forma, sendo mantidos por mérito. Isso é um dos exemplos que podemos dar para meritocracia. Mas ela também aparece em outras situações:

    Não posso aceitar alguém defendendo a meritocracia entre duas pessoas que tiveram estruturas (do governo) e consequentemente oportunidades completamente diferentes. Igualizar 100% é utopia, mas precisamos de um esforço nesse exercício. Como cobrar de um garoto que cresceu em uma favela, sem saneamento básico, com uma escola em condições precárias, o mesmo rendimento que que cresceu em um ambiente mais privilegiado? O poder público precisa melhorar essas condições, por exemplo, do acesso de qualidade à educação básica.

    Também sou a favor de promoção por resultado.

     

  • #2439
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Marcos Rodrigues
    Espectador

    Serviço público: Nessa questão uma parceria com empresas privadas pode ser a resposta para termos um serviço público de qualidade, parcerias com a empresa privada além de gerar empregos fornecerão um serviço prático e de qualidade, o estado ainda pode atuar fornecendo os serviços públicos via impostos ou seja a população é beneficiada com o poder dá escolha que melhor cabe a sua realidade.

    Meritocracia: A meritocracia é indispensável desde que seja posta de uma maneira justa e em camadas dá sociedade em que elas se enquadrem, tanto o estado como o setor privado deve promover a meritocracia.

    Promoção por resultado: Promoção por resultado é um fruto dá meritocracia, se a meritocracia for imposta de maneira correta e igualitária para todos a promoção deve ser o prêmio para aqueles que se destacam por seus méritos.

    Estabilidade: A estabalidade para todos deve vir por meio dá criação de leis que seja para todos, tanto a classe mais baixa como a classe mais alta deve ter o olhar do estado voltado para a criação dá estabilidade, seja financeira ou social.

  • #2459
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Allan Caboclo
    Espectador

    O país está sendo moldado ao novo sistema, sistema  esse que tem que ser novamente modelado, para que assim possa evoluir  e dando confiança ao setor privado

  • #2486
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Allex Ribeiro Biato
    Espectador

    Nosso funcionalismo é muito custoso para o Estado e totalmente desigual e injusto quando comparado a muitos trabalhadores da iniciativa privada. A reforma da previdência foi um importante avanço para criar uma agenda que trata iguais como iguais e retira benefícios a diversos grupos. Não pautar as demandas do Estado por metas e produtividade é ineficiente e improdutivo do ponto de vista administrativo. Precisamos criar mecanismo para que numa reforma administrativa do Estado brasileiro, a meritocracia seja um importante fator que ajude de fato atender as demandas da população. O Estado precisa urgentemente desburocratizar funções e desestabilizar cargos.

  • #2495
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Jaylan Macedo
    Espectador

    <p style=”text-align: left;”>Os burocratas são extremamente importantes para manter e dar continuidade as políticas públicas implementadas. Os técnicos do Estado devem continuar a ser concursados e deter estabilidade na função, defendo as seguintes posições:</p>
    1) Manutenção da estabilidade para os servidores públicos visando a continuidade das políticas públicas, mas com a adoção de métodos avaliativos para averiguar a prestação de serviços, utilizando métodos de reciclagem para aqueles que não estiverem cumprindo as funções de maneira adequada.

     

     

  • #2511
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    WILLIAM CAMPOS
    Espectador

    Serviço Público, deve ser modernizado. Condicionar a diminuição do efetivo público pelas aposentadoria pela modernização sistêmicas. Meritocracia deve fazer parte primordial do serviço público, assim como promoção por resultado, eliminando cada vez mais cargos por indicação. A estabilidade pode ser questionada, para casos de ineficiência profissional.

    • Esta resposta foi modificada 2 semanas, 3 dias atrás por  WILLIAM CAMPOS.
    • Esta resposta foi modificada 2 semanas, 3 dias atrás por  WILLIAM CAMPOS.
  • #2542
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Paulo Victor Barchi Losinskas
    Espectador

    Creio que estabilidade generalizada é um problema no serviço público brasileiro. Embora tenha uma importância na segurança do servidor público, trazendo a ideia de que o servidor deve atuar segundo aquilo que acredita sem medo de represália, a sua lógica acabou subvertida e gera acomodação.

    Assim, ela deve ser mitigada e levar mais tempo para ser adquirida e mesmo assim não deve ser dada a todo e qualquer cargo ou função pública.

    Por isso, sugiro uma revisão da estrutura da carreira pública, na qual a estabilidade somente seria alcançada a partir de certo tempo ou alcance de determinado cargo dentro da estrutura burocrática, passando ela a ser um estímulo a ser buscado através da meritocracia e não uma garantia ofertada praticamente na entrada na carreira.

  • #2550
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Luiz Fhilipe Mourao
    Espectador

    Deve ser realizada uma ampla reforma administrativa. Sou favorável à tese de o fim da estabilidade no serviço público para o servidor a ser admitido com a reforma, uma vez que aqueles da ativa possuem estabilidade.

    Devemos  trazer para a adm. Pública as práticas de gestão e de eficiência que se aplicam na iniciativa privada.

  • #2558
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Caio Alexandre Gomes da silva
    Espectador

    Tem que acabar a estabilidade de concursados do setor público. É oneroso, custa caro, amplia o descaso com o dinheiro do contribuinte. Assim como nas grandes empresas do setor privado, é necessário que tenhamos profissionais de alta performance, que de  e sobretudo que possam ser desligados quando sua prestação de serviço nao fizer mais sentido para a repartição. Alem de é claro, permitir ascenção na carreira quando atendidos todos os critérios meritocraticos.

  • #2593
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    João Lopes Waspe
    Espectador

    Os servidores públicos são quem proporcionam o funcionamento do Estado em todas as suas esferas, logo devem ser valorizados, entretanto algumas correções são necessárias para melhorar a qualidade dos serviços.

    Diminuição dos altos e desproporcionais salários e garantir a criação de um mecanismo que possibilite a estabilidade do funcionário e incentive sua produtividade, algo como uma avaliação (interna) a cada 4 anos sobre os serviços prestados nesse período, afim de realizar promoção, continuidade ou desligamento de suas funções, o período garantiria estabilidade ao funcionário porem a avaliação o faria buscar por melhores resultados.

    Reconfiguração dos moldes de escolha para cargos comissionados, impondo avaliação escrita sobre as funções, ou aprovação por conselho externo que comprove a competência do funcionário em questão.

     

  • #2603
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Henrique Luciano Alencar
    Espectador

    O PSDB precisa construir e apresentar pra sociedade   um projeto de reforma ampla do funcionalismo publico, que  abarque a  racionalização das carreiras e cargos; Compatibilidade de remuneração com o setor privado sempre que possível; E estabilidade somente para carreiras de Estado.

  • #2614
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Thales Rangel
    Espectador

    Dar  condições de trabalho, dar oportunidade de aperfeiçoamento, para aos que tiverem produzindo menos e manter sempre o diálogo com liderados, influenciando positivamente nos resultados tendo posicionamentos democráticos, gerando um bem estar no ambiente de trabalho, promovendo a estabilidade.

  • #2618
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Alberto Godinho
    Espectador

    O serviço público brasileiro é, em grande maioria, ineficiente e caro.

    Os cargos públicos devem ser ocupados através da meritocracia, que deve, também, motivar promoções.

    A estabilidade precisa ser relativa. O servidor ineficiente deve ser demitido.

     

     

  • #2645
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Felipe Barbosa
    Espectador

    Serviço Público, Meritocracia, Promoção por resultado, Estabilidade.

    Hoje o concurso público é o sonho de muita gente. A promessa de estabilidade é um atrativo grandioso, porem a visão que a população tem sobre o servidor público é de “pessoas acomodadas que tiveram sorte em uma prova”.

    O servidor que exerce seu papel com competência muitas vezes não é notado entre promoções e evoluções funcionais e apesar da meritocracia ser uma excelente forma de privilegiar os mais empenhados, a grande maioria das vezes apenas pessoas com indicação de superiores ou a chamada “costa quente”, conseguem essa evolução.

    Acredito que as pessoas que os servidores públicos poderiam ser melhor avaliados, para exercerem funções com mais competências e os avaliadores teriam que ser imparciais quanto a gêneros ou opiniões pessoais, favorecendo quem realmente merece.

  • #2646
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Tomaz Oliveira Hoffmann
    Espectador

    1- Fim da estabilidade

    2- Promoções por meritocracia

    3- Diminuição dos Altos salário, principalmente o dos cargos eletivos.

    4- Concursos devem exigir graduação específica do cargo a ser preenchido.

  • #2680
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Patrike Soares
    Espectador

    Sou favorável a uma lei de meritocracia para os servidores públicos de todas as esferas, avaliação de desempenho.

    E sou favorável a estabilidade do efetivo, pois um aprovado em concurso público não pode ser exonerado por qualquer coisa.

  • #2686
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Danilo Abarca
    Espectador

    O serviço publico deve ser o básico enquanto as instituições privadas cuidam dos problemas, além disso a meritocracia deve ser valorizada em todos setores.

  • #2692
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Nathanael Guimarães Rodrigues
    Espectador

    Em relação ao serviço público tem que cobrar fiscalização e cobrança para cima do trabalho, sobre meritocracia é bom para a geração de competição, o que incentiva a vontade daqueles que querem melhorar, mas as vezes é injusta com aqueles que não possuem as mesmas condições de quem já está a frente, por isso é necessário que certas áreas e sociedades precisem de um acompanhamento mais adequado para uma ascensão social, que se dar muito pela produção, é justíssimo que seja revisto a maneira como beneficiamos aqueles que empenham serviços, principalmente públicos, é preciso favorecer quem ajuda mais e não por ações mesquinhas ou aqueles considerados “babões”.

  • #2700
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    José Victor da Silva Araújo
    Espectador

    O serviço público é algo que deve ser muito cobrado por cada habitante, pois é dever de cada um, cobrar por seus direitos. Se paga tão caro, tantos impostos e na hora que precisamos, não somos atendidos

  • #2727
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Henrique Salgueiro
    Espectador

    O serviço público e péssimo, temos que modificar esses cargos reduzindo e ou terceirizando os cargos, gerando economia para o governo e colocando funcionários aptos ao trabalho, já que o funcionário público dispõe de muitas mordomias que o privado não tem, e fica evidente a maior dedicação do funcionário privado.

     

    A meritocracia deve ser observada, muitas pessoas capazes devem ser promovidas e não ficarem 10 anos no mesmo lugar sem previsão de crescimento, isso desmotiva assim prejudicando o serviço público de qualidade.

    A estabilidade deve existir para quem realmente necessite dela.

  • #2731
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Vanessa Gomes
    Espectador

    Em uma pesquisa feita pelo Banco Mundial, constatou-se que o Brasil tem um gasto elevado em relação ao PIB em relação a outros países com o funcionalismo público. O gasto do País está na faixa dos 13,1% do PIB, enquanto países como Austrália e EUA possuem gastos em torno dos 9% do PIB.

    Restou comprovado que o gasto elevado do PIB não está relacionado ao número excessivo de servidores, muito pelo contrário. Segundo o estudo, a relação entre o número de funcionários para o da população – que está na casa de 5,6 para cada 100 – é significativamente inferior à média dos países membros da OCDE – que está em torno dos 9%. Da mesma forma, os empregos públicos representam uma porcentagem pequena do emprego assalariado em comparação a outros países e regiões – cerca de 18% – ou 24% dos empregos formais (países como EUA e Canada têm cerca de 25% em relação aos assalariados e a grande maioria da Europa fica acima disso). Isso se da pois, apesar da maioria parte dos servidores serem da esfera municipal (49%) e estadual (36%), o governo federal gasta mais que o dobro com seus funcionários

    O estudo ainda demostrou que, segundo a Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (PNAD), os salários do funcionalismo público são, em média, 70% superiores (R$ 44.000 por ano) aos pagos pelo setor privado formal (R$ 26.000 por ano), e quase três vezes mais do que recebem os trabalhadores informais (R$ 16.000 por ano). Nada obstante, ainda constatou que em se tratando de funcionários do Ministério Público Federal (R$ 205.000 por ano), no Poder Legislativo (R$ 216.000 por ano) e no Poder Judiciário (R$ 236.000 por ano), a diferença é ainda maior. A título de comparação, a expectativa de salário de um advogado recém-formado no setor privado é na casa dos R$ 3.100, enquanto no setor público, usando a Procuradoria-Geral da Fazenda como referência, o salário inicial é de R$ 19.655.

    Apesar da necessidade de um salário médio inicial superior ao da iniciativa privada para a atração dos melhores profissionais, há um hiato muito grande entre a média salarial do setor público e privado. Enquanto a média do prêmio do setor público seja de 16% a nível mundial, no Brasil o setor federal paga um prêmio de 67% e o estadual 31%. Diversos seriam os benefícios para o Estado caso fossem reduzidos os salários iniciais das carreiras públicas e os critérios de promoção e bonificação fossem rigorosamente atrelados a performance. O valor poupado poderia ser utilizado como investimento em tecnologia para melhorar os serviços prestados, valorização de outras carreiras hoje negligenciadas (como professores), capital para se investir em infraestrutura, pesquisa, entre outras possibilidades.

    Há também a necessidade de revisão dos critérios de estabilidade do servidor público. O sistema como está formulado prestigia a ineficiência e propaga a cultura do péssimo atendimento. Deve ser implementada uma avaliação periódica e com parâmetros claros de análise da performance para a continuidade ou não dos serviços prestados pelo servidor.

    • Esta resposta foi modificada 2 semanas, 3 dias atrás por  Vanessa Gomes.
  • #2746
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Marcus Vinícius Sandrini Acorsi
    Espectador

    Acredito que a estabilidade infelizmente é fundamental para a burocracia e lentidão do trabalho exercido pelos funcionários públicos, visto que não há um incentivo para uma melhor produção. Na minha opinião se torna necessário para todos metas de produção semanal, objetivando o melhor funcionamento da máquina pública.

    Outro ponto que acho preocupante é o alto número de depressão de funcionários públicos. Deveria ter algum acompanhamento psicológico mínimo, objetivando um melhor bem estar de todos no local de trabalho. Hoje é trabalhado por muitas horas, o que não significa uma alta produção, uma redução da carga horária com metas de produção causariam maior produtividade, maior economia com gastos como energia e diminuição no número de doenças como a depressão.

  • #2750
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Agenor Alves
    Espectador

    É necessário que seja nivelado o trabalho do servidor público e privado, é de grande importância essa nivelação pelo fato que precisamos ter qualidade e agilidade nos serviços, conhecemos por demais os motivos da meritocracia, e por esse motivo devemos criar métodos para minimizar esses problemas, seja através da educação por exemplo, pois a mesma é ma ferramente avassaladora e de grande valia para a transformação do indivíduo.

    A promoção por resultado ela é de grande valia, pois assim podemos incentivar o trabalho de qualidade, dando todos os aparatos e ferramentas necessárias para dar condições igualitárias. e através disto, podemos ofertar a estabilidade ao indivíduo que aproveita as oportunidades que devem ser igualitárias, para isso precisamos de partidos que defendam essas causas e trabalhem em articulação em prol desses temas, pois assim conspiremos desmembrar as oligarquias  e proporcionar direitos igualitários para todos.

  • #2796

    O serviço público brasileiro é extremamente superlotado, porém não consegue refletir uma boa qualidade do serviço. Além disso, há os cargos comissionados que são indicações meramente políticas afastadas de qualquer mérito ou qualidade relevantes. Todo servidor público está protegido pela estabilidade, ou seja, não pode ser demitido a menos que cometa algo de relevância negativa. Além disso, o sistema de promoção se dá por indicação ou interesses diversos, totalmente afastado dos resultados meritórios obtidos. Logo, precisamos reformar todo o sistema de serviço público e colocar regras claras respeitando resultados e a meritocracia dos indivíduos. Acabando com a estabilidade nos empregos, mas evitando excessos a fim de proteger os indivíduos.

  • #2809
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Leonardo Novaes
    Espectador

    A atual forma de gestão do serviço público nós trouxe até a situação que estamos hoje. Precisamos revisar esse modelo dando mais dinamismo ao serviço e estimulando a eficiência. O fim da estabilidade econômica seria um grande passo para a eficiência. Devemos defender essa pauta a todo custo!

  • #2828
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Thárik Uchôa
    Espectador

    A prestação de serviço público de qualidade está atrelada a idéia de administração pública gerencial, o modelo burático dentro do serviço público já não cabe mais, é preciso  o modelo gerencial que atenda com eficácia o administrado.

    Servidor público que não tenha qualidade na prestação de serviço deve passar pelo devido processo administrativo e exonerado do cargo, não se pode ser um peso morto para Administra Pública, nem muito menos para que não merece uma péssima prestação de serviço que é o contribuinte.

    Ademais, os cargos de alto escalão dentro dos três POderes devem ter seus subsídios reduzidos, havendo mais membros na cúpula afim de atender a grande demanda do contribuinte ou mesmo serem substituídos por servidores de piso, onde há o atendimento imediato do cidadão.

    Ou seja, diminui-se o subsídios dos membros do Poder Judiciário, por exemplo, e contrata-se mais juízes ou servidores para maior agilidade do serviço público.

     

     

  • #2831
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Isabella Puglisi de Oliveira
    Espectador

    O serviço público é essencial para a eficácia da administração do Estado. A Constituição Federal de 1988 positivou o concurso público como forma de dar isonomia e eficiência ao processo de contratação da administração pública, por meio da meritocracia.

    Entretanto, uma vez que o concursado passa a fase de estágio probatório, ele possui direito a estabilidade, de modo que, ao longo dos anos, foi possível perceber o inchaço e ineficácia da máquina pública pela ausência de mecanismos de controle de produtividade, reforços positivos e negativos, tornando o Estado demasiadamente burocrático, ineficiente e pouco empreendedor, incapaz de atender as demandas a que se propõe.

    Portanto, é necessária uma reavaliação da estrutura dos órgãos públicos, em especial, em relação à burocracia e a ineficiência dos serviços.

  • #2843
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Douglas Frederico
    Espectador

    A estabilidade ainda é importante no serviço público por conta das perseguições políticas, ainda não temos um estado brasileiro que de fato olhe para o seu patrimônio como quadros técnicos. Entretanto o Psdb deve mostrar um projeto que estabeleça critérios claros de qualidade, atendimento, metas… E de punições nas premiações de funcionários que não aderirem os NOVOS PRINCIPIOS DO SERVIDOR PUBLICO. A gestão eficiente e os princípios meritocraticos devem ser inseridos mas nunca esquecendo que o funcionalismo público também tem seu papel social.

    Atenciosamente,

    Douglas Frederico – São João de Meriti.

  • #2845
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Lucas de Lima
    Espectador

    Sou a favor da estabilidade no serviço público, pois assim já evitamos o uso político desses servidores como acontece em cargos comissionados. Também sabemos que o funcionalismo público é muito caro para o estado brasileiro e precisamos reformular a forma de promoção e carreira com avaliações periódicas e metas a serem alcançadas como no setor privado  e assim melhorarmos os serviços à população. E por fim privatizar setores e empresas que dão prejuízo para o estado.

  • #2849
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Ricardo Alexandre Alves
    Espectador

    Vivendo em uma sociedade capitalista, o debate a respeito da meritocracia se faz bem relevante. Acredito eu que a promoção não vem por meritocracia, mas sim por entrega de resultados. A meritocracia mediria a caminhada de cada um, e quem caminhou mais tem mais mérito, contudo não é bem assim que acontece

  • #2876
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    José Eduardo Santiago
    Espectador

    A estabilidade no serviço público é sinônimo de continuidade nas atividades desenvolvidas ao longo do tempo, porém se o funcionário não produz deve ser extinguido do cargo como um funcionário de uma empresa privada,que gera prejuízo aos cofres .Todo servidor público é avaliado no desempenho de sua função e é nesse âmbito, que o gestor deve ser crítico e buscar sempre a qualidade do serviço prestados pelos funcionários que atuam no setor.

  • #2880
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Pedro Ygor Sousa Silva
    Espectador

    Defendo um funcionalismo eficaz, com prestado de contas e o fim da estabilidade, uma auditoria nos serviços ineficientes com sua posterior otimização (ou extinção) e uma prestação de contas dos servidores mais transparente e acessivel de fato para a população.

  • #2881
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Matheus Pantrigo
    Espectador

    É necessário melhorar a qualidade dos serviços públicos. Isto envolve uma série de medidas como toda a informatização do governo, mas além disso, no que tange o servidor público, algumas das coisas que poderiam ser implementadas são:

    • Diminuição significante dos cargos comissionados em todos os níveis de governo
    • Criação de um sistema de feedbacks através de um aplicativo móvel disponibilizado pelo governo que unisse todas as informações do cidadão
    • Remuneração bônus baseada no sistema de feedbacks
    • Flexibilização demissão dos funcionários públicos. Possibilidade de refazer um edital a cada quatro anos, dando um bônus ao ocupante inicial do cargo baseado na qualidade do seu trabalho medida pelo sistema de feedbacks e uma análise das tarefas empreendidas pelo mesmo ao longo desses quatro anos
    • Nivelação do salário do servidor público com o equivalente da iniciativa privada
  • #2890
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Eduardo Rizzieri Cavalli
    Espectador

    Encontrar o equilíbrio do funcionalismo Brasil, vem se mostrando um dos maiores desafios para os gestores públicos, de todas as três esferas de poder no Brasil, nas últimas décadas. A estabilidade, criada para impedir uma influência política demasiada na administração, se tornou um obstáculo para o gestor, que muitas vezes se via diante de uma equipe não funcional, equipe que não se poder renovar e enxugar, se não por um processo administrativo disciplinar moroso e que, muitas vezes, se mostra sem resultado. Ser servidor público, função que em muitas nações é vista como uma honra, aqui no nosso país se tornou uma forma de se conseguir estabilidade apenas, o que, principalmente em prefeituras, travou a máquina. Acredito que, para um futuro de funcionalismo mais eficiente, deve-se discutir o fim da estabilidade dos servidores.

  • #2897
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Matheus Braga
    Espectador

    – Sou favorável a estabilidade, pois o que estão no Serviço Público estão através de mérito próprio.

    – Acredito que a meritocracia deva ser primordial para um bom andamento do funcionarismo público.

    – Apoio veemente a promoção por resultado e apoio que seja cada vez mais incentivado para ajudar no crescimento profissional dos servidores públicos.

    No geral, o Serviço Público vem sendo uma das principais áreas na geração de emprego e renda. Devemos aumentar o incentivo nesses dois tópicos, e capacitar ainda mais os novos servidores, através de treinamentos mais abrangentes e maior fiscalização ao serviço.

  • #2902
    Ajudou
    Up
    2
    Down
    Não Ajudou

    Jorge Pereira
    Espectador

    A estabilidade tem sua importância, para a continuidade dos serviços prestados pelo ente público. De fato, a qualidade do serviço ao passar dos anos podem não ser o mesmo. Por isso a meritocracia vem para tirar desta zona de conforto.

    É possível, sim no serviço público termos a promoção por resultado. Recentemente atuei como Gerente do Escritorio de Projetos em uma prefeitura, onde implantamos o mapeamento de processos de diversos setores. Isto foi base para um novo plano de cargos e salários, onde uma das formas de métricas implantamos a avaliação 360°, será um divisor de águas, para tornar o serviço público mais igualitário e menos burocrático é com maior justiça social.

    A otimização dos serviços do ente público, passa por mudanças dos paradigmas que permeiam o serviço público. A valorização dos servidores de ter o foco em resultados e não em companherismo.
    <div class=”bbp-reply-author” style=”box-sizing: border-box; font-size: 1.05em; float: left; text-align: center; width: 115px; color: #383636; font-family: ‘PT Sans’, sans-serif;”>
    <div class=”bbp-author-role” style=”box-sizing: border-box; font-size: 12px;”></div>
    </div>
    <div></div>
    <div class=”bbp-reply-content” style=”box-sizing: border-box; font-size: 1.05em; margin-left: 130px; padding: 12px 12px 12px 0px; color: #383636; font-family: ‘PT Sans’, sans-serif;”>
    <p style=”box-sizing: border-box; margin-top: 0px; margin-bottom: 1em; font-size: 1.05em;”></p>

    </div>

  • #2910
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Gabriela Cardoso
    Espectador
    • Funcionários públicos devem ser mais valorizados, e consequentemente fornecerem um serviço de ótima qualidade a população em geral.
  • #2925
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Wagner Mira
    Espectador

    Funcionários sempre muito achando que estão estáveis em seu trabalhos por sua estabilidade as vezes não rende oque é para render, precisa sim colocar metas para funcionários públicos e cobrar produtividade, vários sentam em suas cadeiras e chega um dia é pensa hoje não vou fazer nada? Quem cobra? Em PAs é hospitais atendimento horrível parece que estão fazendo um favor é não um trabalho isso é o cúmulo. Se for merecido que receba a promoção. Estabilidade no meu ver tem que acabar já.

  • #2974
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Gabriel Santana Silva
    Espectador

    No que se refere aos cargos públicos a a estabilidade,  deveriam ser realizados contratos de 4 anos, sendo feitas  novas avaliações para seleção dos novos funcionários, deste modo é possível conciliar a estabilidade do cargo com a dedicação e empenho contínua, um sistema de avaliação e feedback podem ser empregados em alguns setores para avaliação de rendimento, rendimento baixos podem estar sujeitos a quebra de contratos.

     

  • #2979
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Rafael Assunção Miranda
    Espectador

    O serviço público brasileiro precisar ser muito aprimorado, atualmente sou bioquímico concursado pelo Estado do Paraná, é muito triste ver a situação do funcionalismo público, bons funcionários com qualificação, empenho e produtividade exemplar são esquecidos em prol de certos “privilegiados” da nossa sociedade, não é incomum que em pequenos municipios pessoas iletradas assumam cargos de responsabilidade elevado, tendo sob seu comando pessoas altamente capacitadas, uma distorção grotesca que mostra o quão atrasado o Brasil está quando se trata de qualidade em serviços públicos, 0 conceito de  meritocracia ocorre em casos de exceção e nem de longe são a prática. O que automaticamente desestimula o profissional, acredito que se houvesse a perda da estabilidade este problema de pessoas incapazes alçando cargos de liderança ocorreria com intensidade ainda maior. O PSDB deve defender mecanismos de avaliação dos funcionários públicos e de promoção, eliminando completamente os chamados “cargos de confiança” de áreas exclusivamente técnicas, um exemplo comum de pequenos municípios é os responsávei por gerenciar o rh de um órgão público, é comum que sejam pessoas nomeadas sem concurso, sem apresentar sequer conhecimento sobre a legislação pertinente ao assunto. Neste quesito a legislação deveria ser mais rígida, pois enquanto o funcionalismo público ser visto como cabide de emprego o serviço apresentado será cada vez mais defasado se comparado ao resto do mundo.

     

    Acredito que seja necessário defender.

    – Desenvolver de mecanismos de promoção de funcionários de carreira que apresentarem competência exemplar.

    – Reduzir o máximo possível o número de cargos comissionados.

    – Manutenção da estabilidade no funcionalismo público com mecanismos de avaliação de qualidade constante.

  • #2993
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Jemerson Gleison Barbosa da Silva
    Espectador

    Acredito que o serviço público deve ser avaliado constantemente pelos usuários com a finalidade de garantir um serviço de qualidade. Defendo o fim da estabilidade para que os servidores dediquem ao máximo ao serviço prestado e mantenham assim condições igualitárias com o serviço privado. Porém, defendo que sejam melhor remunerados e também ganhem bonificações e progridam a partir do momento que são bem avaliados pelos seus serviços prestados.

  • #3012
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Ramon Villas
    Espectador

    Historicamente os servidores públicos no Brasil foram taxados pela população como pessoas acomodadas que se apoiam na estabilidade do cargo sem se importar com a adequada execução das suas atribuições. Mesmo assim, qualquer indivíduo que seja servidor ou que tenha contrato com o serviço público é capaz de testemunhar o fato de que muitos servidores possuem cargos chave sem ter a competência necessária para tal, enquanto outros que possuem formação e competência, estão ocupando espaços pouco estratégicos. Limitando o crescimento profissional dessas pessoas, e provando a sociedade de um serviço público de qualidade. É preciso adotar a meritocracia no serviço público, premiar aqueles que se destacam, e afastar aqueles que não trabalham e que só oneram o Estado.

  • #3031
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Paulo Afonso Tavares
    Espectador

    É urgente uma reforma salarial e de cargos públicos. Os governantes não pode exigir da população sacrifício quando não corta na própria carne. Muitos cargos públicos são para apadrinhados políticos, sem influência do funcionamento da maquina pública.

  • #3058
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Joao Pedro Freitas de Araujo Alves
    Espectador

    1) Privatizações de estatais que atualmente dão prejuízos muito fortes a união e aos estados.

    2) Desburocratização nas principais estatais nacionais, exemplo os bancos.

    3) Programa de estabilidade alinhado junto a produção mínima do funcionário 80%, fazendo assim que as empresas estatais tenham maior lucro e melhores performances no mercado.

    4) Funcionários com resultados acima de 100% durante períodos de avaliações receberem premiações por seus resultados.

    5) Estes mesmos funcionários mantendo seus resultados terão seus planos de carreira desenvolvidos de maneira mais rápida (Meritocracia).

    6) Promoção perante grandes resultados, quanto maior o cargo maior a exigência e melhor a remuneração e premiações.

  • #3094
    Ajudou
    Up
    2
    Down
    Não Ajudou

    Jhonathan Rocha
    Espectador

    Quando a temática é serviço público, meritocracia, promoção por resultado e estabilidade, acredito que é necessário que seja feita uma abordagem ampla, considerando a situação do funcionário público, do Estado e da população. O desenvolvimento por méritos, trazendo promoções salariais e na carreira é necessário, uma vez que isso fornece vantagens inclusive no que se refere à qualidade do trabalho feito e dos serviços prestados, pois serve de estímulo para que o profissional nunca deixe de buscar aprimorar o seu conhecimento em sua área de formação e de trabalho. Porém, ao mesmo tempo, temos que analisar com relação à condição de estabilidade e uma segurança plena que muitas vezes é observada em uma fatia dos indivíduos que conseguem uma colocação no serviço público, ao passo que, por vezes, isso compromete o bom andamento do sistema, de uma forma geral. Acredito que uma medida interessante que possa contribuir nesse caso é a de avaliação de desempenho periódica, baseada em critérios sólidos e sérios, para que tudo seja colocado de maneira justa e igualitária e forneça vantagens a todos os envolvidos no processo.

  • #3103
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    murilo psdb
    Espectador

    .

    • Esta resposta foi modificada 2 semanas, 1 dia atrás por  murilo psdb.
  • #3244
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Estêvão Da Cunha Pereira
    Espectador

    Serviço público: precisa melhorar e capacitar as pessoas.

    Meritocracia: Tem que existir

    Promoçao por Resultado e estabilidade: também deve existir.

  • #3285
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Wagner Siben de Souza Wolff
    Espectador

    O modelo atual de serviço público está esgotado afinal, consomem grande volume de recursos e entregam serviços públicos insatisfatórios. É preciso relativizar a estabilidade do servidor público, vinculando sua permanência à entrega de resultados satisfatórios, e para isso, o próprio Estado precisa se modernizar, criando critérios objetivos de avaliação do servidor público, a fim de punir aqueles que sobrecarregam a máquina pública. É preciso aumentar as ferramentas disponíveis ao gestor público em momentos de grave crise financeira, permitindo o corte de jornada com a correspondente redução da remuneração. Tão importante quanto, é definir novos critérios para a admissão de servidores comissionados, exigindo qualificação técnica para com a área onde será lotado.

  • #3300
    Ajudou
    Up
    2
    Down
    Não Ajudou

    Oziel Furtado
    Espectador

    Não sou a favor do fim da estabilidade do servidor concursado, pois se não tem a estabilidade como irá agir de forma correta,ou seja, o mesmo será prescionado a agir de forma como os políticos corruptos querem, já que não tem a estabilidade e poderá ser demitido.

  • #3315
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Wallace Soares
    Espectador

    Acabar com a estabilidade é um ponto importantíssimo, porém com cuidado, não podemos permitir que o funcionário seja desligado por opção política a invés de opção técnica ou de necessidade.

    Importante também a questão meritocrática, é necessário rever o sistema atual, possibilitando um melhor incentivo aos bons funcionários.

  • #3365
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Vijanio Filho
    Espectador

    TEMATICA

    SERVIÇO PUBLICP

    SERVIÇO PUBLICO X ESTABILIDADE E MERITOCRACIA : A maquina publica federal, estadual e a municipal são gigantes que se arrastam. Consomem dinheiro publico e atendem de forma muito precaria a população que paga os impostos mais caros do mundo. A continuidade da estabilidade precisa estar necessariamente ligada a Qualificação e desempenho.

    A qualificação é fundamental para que haja modernização dos processos (informatização, desburocratização, simplificação)

    O serviço publico tem que possuir carreira tecnica e de gestão/liderança. Essa logica de que num momento se é “indio” e noutro momento “é chefe” tem um funcionamento vicioso e ineficiente. Nem todas as pessoas tem o perfil de liderança, necessario para motivar e influenciar pessoas, e ainda desestimula mudanças e ações mais profundas.

    A corrupção é corrosiva e a má gestão é muito cara, consome recursos de toda ordem. o PSDB precisa resgatar sua marca de gestão ( estratégias, metas, indicadores…)

     

     

  • #3579
    Ajudou
    Up
    3
    Down
    Não Ajudou

    Ricardo Olimpio
    Espectador

    1-Os servidores públicos sejam eles comissionados ou concursados precisam de ter melhores condições de trabalho, como por exemplo estrutura predial e equipamentos adequados mais modernos, pois nota-se no Brasil todo que existe muito papel, pouca tecnologia e na maioria das repartições públicas os computadores são de 10 anos atrás.

    2-É preciso digitalizar o serviço público, capacitar os servidores, melhores salários que consequentemente teremos melhores atendimentos aos cidadãos.

    3-Precisamos inlcuir pessoas LGBT e negras no serviço público.

    4-Precisamos que os servidores sejam comissionados ou não, sejam contratados por competência (tendo comprovado atuação anterior na área ou diploma)

    #DiversidadeTucanaEmAção

    • Esta resposta foi modificada 1 semana, 3 dias atrás por  Ricardo Olimpio.
  • #3609
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Patrick Do Nascimento
    Espectador

    Que decepção ler algumas opiniões aqui no fórum. Muitos dos que comentam essas coisas muito provavelmente sequer tem conhecimento de causa. Pessoal, vocês esquecem que professor, gari, enfermeiro, serviços gerais, motorista, médico, policial e mais uma infinidade de pessoas também é servidor público? Muitos desses, como eu, não ganham mais que dois salários mínimos. Muitos (digo quase a grande maioria) trabalham e fazem jús ao seu pagamento, tentando fazer o melhor pra população?

    Vocês não fazem IDEIA do que é trabalhar em uma repartição que muitas vezes falta o básico, como papel higiênico. Tenho colegas de profissão que precisam levar material de escritório de casa, e até equipamentos para trabalhar, porque nem isso o órgão possui. Minha mãe é professora, funcionária pública, e leva material e as vezes até algum lanche pras crianças porque ATÉ ISSO FALTA! As pessoas acham que servidor público é aquele cara que recebe R$ 38 mil por mês pra ficar escrevendo porcaria no twitter, mas esquece que esses são do alto escalão.

    A grande maioria é formada por servidores de base, que levantam cedo, pegam trânsito, escutam xingamentos, sofrem perseguição politica, “engolem sapo” para poder continuar no emprego. Vocês generalizam de tal forma que, ao meu ver, soa quase como arrogante! Jamais vai ser possível equiparar um servidor público ao empregado privado, simplesmente porque o BRASIL NÃO É UMA EMPRESA! É uma nação, formada de pessoas, e como tal, não deve buscar LUCRO e sim o bem estar da população.

    Querer acabar com a estabilidade e acreditar no papinho de “meritocracia” é ser negligente, ingênuo e até mau caráter! Vocês acham que, se acabar a estabilidade, como as coisas vão funcionar? A corrupção vai ser generalizada de uma forma nunca antes vista. Só vai entrar na repartição quem a chefia quiser, só vai permanecer no cargo quem a chefia quiser e, principalmente, se você for de partido contrário, pode dar adeus ao serviço. Vocês acham isso justo?

    Concordo, sem sombra de dúvida, que muita coisa precisa melhorar no serviço público, porém, vejam bem, o servidor segue o que a lei versa sobre, e a lei é feita e editada por quem legisla, ou seja, é colocado ali pela população. Querem que o serviço público melhore? Então comecem a votar direito, comecem a ter consciência do voto, do peso do voto. Muito dos entraves enfrentados no serviço público diz respeito à burocracia intencional, através de leis. Se tivermos leis mais simples, mas mais completas e rígidas, muita coisa vai melhorar. Agora punir toda uma classe por conta do erro de alguns, é indignante de todas as formas!

  • #3630
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Mateus da Rocha Castro
    Espectador

    O poder do mérito é algo incontestável e inegociável. Entretanto, a garantia de estabilidade não é algo que deve confundido com poder do mérito. Da mesma forma qur uma empresa não pode ficar com um funcionário o resto da vida, uma empresa pública deve ser tratada como tal. Fim da estabilidade para funcionários públicos e meritocracia para aqueles que fazem um bom trabalho.

  • #3678
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Rafael Ventura
    Espectador

    O serviço publico deve ser de excelência. No entanto, é preciso que o cargo publico não seja apenas uma garantia de emprego e se torne um trabalho como outro qualquer. A tal “estabilidade”, admirada por muitos, não deve mais ser uma garantia de que a pessoa pode fazer o trabalho da forma que bem entender, mas sim, pelos méritos de seus serviços, se manter no cargo, e dispensado, caso não haja como necessário. Claro que, de uma forma que não haja perseguição política.

  • #3707
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Valeria Garcia Ferreiro
    Espectador

    Serviço Público é a função principal do Estado, mas entendo que a oferta de serviço público não pode justificar a falta de controle de gastos.  Este controle demanda conhecimento: não me refiro às prestações de contas necessárias e importantes, já efetivadas aos Tribunais de Contas e aprovadas ou não pelos Legislativos, mas informações que auxiliem os gestores, servidores e cidadãos em geral a avaliar a qualidade e o alcance das metas frente o custo do serviço aos cofres da Administração.

    Entendo que o Estado deva promover a qualidade de vida onde o privado não consiga e, neste sentido, sou favorável tanto às privatizações e parcerias quanto à manutenção de atividades ou empresas deficitárias diante da existência de interesse público onde não haja imediato interesse econômico — Assim, não vejo problemas em privatizar os Correios, desde que se dê solução aos imensos vazios econômicos onde a população ficaria sem a prestação do serviço postal por falta de interesse das empresas adquirentes.

     

  • #3710
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    Valeria Garcia Ferreiro
    Espectador

    Quanto aos servidores públicos, entendo que a função pública do Estado deva ser reafirmada:

    – em cada segmento do serviço público, a média dos salários dos servidores deverá ser maior que na iniciativa privada, a fim de trazer para o serviço público os melhores quadros, além de valorizar cada segmento profissional – isto valendo também para as empresas públicas e estatais.

    – estabelecimento de programas temporários para estágios e recém formados, segmentos com dificuldade de inserção no mercado por falta de experiência profissional.

    – aperfeiçoamento profissional permanente obrigatório — melhor salário impõe melhor preparo.

    – distribuição otimizada dos serviços e servidores, estabelecendo distribuição das chefias entre os próprios servidores e estabelecendo a livre nomeação apenas para cargos de estrita confiança. Esta confiança ainda dependerá de qualificação para o preenchimento da vaga.

    – atribuições de chefia que exijam preparo-habilitação específicos.

    – terceirização das carreiras não definidas como Carreira de Estado, permitindo maior celeridade na movimentação de pessoal.

    – avanço na carreira atrelado à meritocracia, podendo acarretar perda inclusive da função pública por reiterada produção aquém do esperado.  Do quadro atual, extinção do avanço por tempo de serviço, sendo necessário o aprimoramento como elemento da progressão funcional.

    – quanto à promoção por resultado, entendo que os resultados além das expectativas devam gerar prêmio específico, proporcional ao salário, ganhado uma vez ao ano, por exemplo, mas aptidão para chefia é característica pessoal que nem sempre acompanha o bom profissional.

    – a estabilidade, na forma da atual legislação já prevê a demissão do mau servidor e diversas punições aos infratores — retirar a estabilidade no formato atual significa dizer que qualquer um poderá ser livremente demitido sem justa causa… colocará servidores à mercê dos desejos dos políticos da ocasião… certamente sonho de consumo de alguns administradores.

     

  • #3869
    Ajudou
    Up
    0
    Down
    Não Ajudou

    RODRIGO THYAGO
    Espectador

    SERVIÇO PÚBLICO, MERITOCRACIA, PROMOÇÃO POR RESULTADO, ESTABILIDADE

    DA MERITOCRACIA – São os servidores públicos os representantes dos governos junto à população, os mesmos devem ter como foco o bem-estar do cidadão brasileiro.

    É importante lembrar, que já existe o princípio da eficiência na administração pública, que submetem o serventuário a avaliações de desempenho desde o primeiro momento, mas é bem verdade que não há padrão nem requisitos formatados, sendo os resultados apurações pelo corporativismo e boa convivência do que no acompanhamento de um trabalho satisfatório.

    Ainda, esclarecendo,  vejo vantajoso à aplicação da meritocracia no serviço público, se aplicado nos parâmetros de que “só iram ocupar cargos ou funções chaves, os serventuários que demonstrarem competência necessárias para tal, afastando portanto a alocação de funcionários somente pelo critério de ser ligado ou próximo da gestão atual”.

    Por fim, posiciono com ressalva, mesmo porque, deveria no primeiro momento estabelecer critérios para a aplicação do princípio da eficiência,  para somente após propor alteração dos critérios de avaliação de desempenho para a “meritocracia”, deixando claro sempre, que o objetivo é oferecer a sociedade um serviço mais qualificado, valorizando o servidor que apresenta resultados positivos, e se preocupa com a adequada execução de seu trabalho e com os benefícios para a população.

     

    DA  ESTABILIDADE DO SERVIDOR PÚBLICO – Vejo como necessário maior rigidez na perda do cargo do serventuário, não parece ser a extinção o caminho para modernização e para a obtenção de melhores e eficientes resultados a serem prestados à população, já a desburocratização do serviço publico emitiria resultados imediatos e significativos.

     

  • #3883
    Ajudou
    Up
    8
    Down
    Não Ajudou

    RAFAEL RODRIGUES
    Espectador

    A) SERVIDOR PÚBLICO, ESTABILIDADE E MERITOCRACIA.

    A estabilidade no serviço público nunca foi absoluta, uma vez que é possível demitir um servidor por ato ilegal ou imoral, via processo administrativo.

    Todavia, necessário se faz repensar os critérios e os meios de avaliação do servidor em sua atuação no serviço público. Estabelecer critérios mais específicos e periódicos é urgente. No Governo de Mato Grosso do Sul, por exemplo, implantou-se o Programa de Gestão por Competência, que visa instrumentalizar a meritocracia, buscando avaliar os servidores e conceder progressão funcional àqueles que tiverem êxitos em seus ciclos avaliativos. E é isso que precisamos aplicar na esfera Federal.

    Uma das necessidades desse processo de avaliação é pactuar com o servidor as entregas a serem feitas, acompanhando periodicamente a realização das metas estabelecidas. Ao final, realiza-se a avaliação do servidor. Há que se pensar em métodos para que esta avaliação não seja maculada por eventuais questões pessoais que possam interferir neste processo.

    Assim, com um método de avaliação criterioso e justo, tem-se um mapeamento fidedigno de quais servidores têm sido úteis à administração pública, premiando os valorosos servidores e analisando eventual desídia e possível demissão daqueles que não mais contribuírem satisfatoriamente com a administração pública.

    Cabe ressaltar, ainda, que para que os objetivos sejam alcançados, os gestores deveriam dar o feedback necessário, além de propor meios de capacitação para que os objetivos possam ser atingidos.

    A avaliação dos servidores públicos é primordial para a qualidade dos serviços oferecidos pelo Estado. Manter na administração pessoas que não cumprem adequadamente sua função estimula a precarização das atividades estatais e multiplica exemplos negativos de comportamento no ambiente de trabalho, premiando, muitas vezes, aqueles que não têm comprometimento algum com a população a quem deveria servir.

     

    B)  QUESTÃO SALARIAL DO SERVIÇO PÚBLICO

    Outra questão importante para a reflexão é a salarial. Precisamos falar sobre a remuneração, progressões funcionais e demais adicionais que os servidores públicos têm.

    A média salarial do brasileiro é de R$2.340,00, segundo a última pesquisa CATHO. Porém, ao analisarmos a diferença dos salários dos servidores públicos com os dos trabalhadores do setor privado, perceberemos um abismo.

    Uma pesquisa divulgada pela Consultoria IDados, mostrou que o salário público é 87% maior que o do setor privado. Quando analisamos dados de 2007, percebemos que a diferença de salário há 10 anos era de 72%, ou seja, de lá pra cá pó abismo só aumentou, provando que os aumentos do salário público são, de longe, bem maiores que o do setor privado, ampliando os níveis e desigualdade. Frise-se que durante esses 10 anos, ambos os trabalhadores tiveram aumento salarial, mas a média do salário público aumentou 30%, e a do privado 21%.

     

    Quando pensamos que metade dos trabalhadores brasileiros tem renda menor que um salário mínimo é que vemos a urgência de se readequar os níveis salariais do funcionalismo público, além da reorganização das questões de progressões e adicionais.

     

    Não é que a culpa da crise que vivemos esteja somente no servidor, ela é um produto com diversas facetas. O Estado, porém, não produz dinheiro, mantendo-se apenas da arrecadação dos contribuintes, que tem avançado muito pouco, não acompanhando o crescimento dos gastos públicos – sendo grande parte deles com a própria folha de pagamento dos servidores públicos – demandando uma rápida ação sobre este tema.

  • #3897
    Ajudou
    Up
    1
    Down
    Não Ajudou

    Pedro Caldas
    Espectador

    PSDB precisa se posicionar a respeito da estabilidade das carreiras e que o servidor público possa seguir podendo ter filiação partidaria.

CLIQUE AQUI para participar